25 de março de 2012

10

Bolo quadriculado

Olá pessoal, tudo bem?

Eu e meu marido vamos fazer uma viagem para um lugar bem legal! Esta semana estarei ausente, mas semana que vem estarei de volta e farei um post sobre a viagem, ok?


Esta semana que passou foi o aniversário da minha passarinha, então resolvi fazer um bolo pequeno para comemorar. Eu vi um bolo no livro Puddings (Battenberg Cake) que achei lindo. Adaptei a receita, fazendo bem diferente da original. Vou passar aqui o que eu fiz, ok?

Eu fiz 2 receitas separadas, uma de chocolate e outra de morango (quick).

Primeiro massa de chocolate:

1 1/2 de colher (sopa) margarina (usei light)
2 colheres (sopa) açúcar (usei light)
2 ovos
1 colher (café) de baunilha
1 xícara de farinha de trigo
1/2 colher (chá) fermento em pó
2 colheres de cacau em pó
Geléia de frutas vermelhas (usei light)

Modo de fazer:

Coloque na batedeira a margarina e o açúcar. Bata até formar um creme branco. Acrescente os ovos um a um e deixe bater mais. Depois acrescente a baunilha, a farinha, fermento e o cacau em pó. Deixe bater bem. Coloque em uma forma de bolo inglês untada e enfarinhada.
Leve ao forno em 180 graus. Faça o teste do palitinho, ok?

Deixe esfriar e desenforme. Reserve.

Faça a massa de morango que no lugar do cacau em pó você coloca o pó de morango (quick), ok?

Assim que os dois bolos estiverem bem frios, corte ao meio no comprimento e ao meio na largura.

No prato onde vai servir coloque um pedaço de cada sabor um do lado do outro, mas antes passe a geléia em cima e nas laterais. depois coloque mais dois pedaços alternando o sabor (em cima do bolo de chocolate coloque o bolo de morando e em cima do bolo de morango coloque o bolo de chocolate).
Quando terminar finalize a decoração como quiser. Eu fiz uma ganache de chocolate amargo (derreta o chocolate amargo e depois aos poucos vai misturando o creme de leite).
Finalizei com a ganache e depois os enfeites.
Coloquei os meus espetinhos de petiscos para enfeitar com tema de animais. Ficou bem fofo!

O bolo é simplesmente maravilhoso!!! Mega aprovado aqui em casa.


Dica: O bolo fica bem pequeno, então se quiser fazer sem ser quadriculado, vale dobrar e até triplicar a receita.
Eu deixei 2 tiras sem colocar, porque o bolo iria ficar alto demais e a estética não ficaria legal. Fiz 3 camadas!




Beijos :o)

23 de março de 2012

18

Blogagem Coletiva: esmalte e outono

Olá pessoal,

Hoje estou participando da blogagem coletiva da Fernanda Reali, onde o tema é esmate + outono. Eu gosto muito do outono, porque acho aconchegante, dá vontade de comer uma comidinha mais quentinha, um vinho gostoso, um filme com o marido...

Meu esmalte é o Jeans da Colorama. Adorooo!

Se quiser participar da blogagem coletiva é só dar um pulo no blog da Fernanda (www.fernandareali.com) e se informar.






Beijos e um final de semana lindo!  :o)

21 de março de 2012

9

Chegada do outono: Polenta com molho de mascarpone e roquefort

Para comemorar a chegada do outono,  eu fiz um prato que gosto muito. Além de fácil, é aquela tão deliciosa "comfort food".

Vamos fazer?

Polenta

Ingredientes:

1 litro de caldo de legumes (feito em casa ou comprado)
2 xícaras (chá) fubá mimoso
1/2 xícara (chá) de muçarela light ralado grosso
1 colher (sopa) margarina.

Modo de preparo:

Colocar o caldo de legumes em uma panela e fora do fogo (caldo frio). Você acrescenta o fubá aos poucos e mexendo bem rápido com um fuê.
Leve ao fogo baixo, vai mexendo sem parar e assim que engrossar bem, coloque a margarina, queijo e mexa por mais uns 8 minutos.
Retire do fogo e coloque em um refratário para esfriar.
Deixe esfriar bem, depois corte com o formato que desejar.

Molho:

200g de mascarpone
90g de roquefort

Modo de preparo:

Coloque os queijos em uma panela e leve ao fogo baixo. Deixe derreter bem e vai mexendo para não grudar na panela.

Despeje na polenta e sirva bem quentinho.


Dica: Cuidado com a polenta, pois quando ela engrossa, começa a espirrar e isso queima. Então deixe os ingredientes (margarina e queijo) perto para que você consiga pegar com uma mão e a outra está livre para você não parar de mexer. Se ficar mexendo bem rápido ela não espirra!

Aqui em casa esta receita foi super aprovada, e é deliciosa para o outono. Servi com um bom vinho!



Arrumamos a mesa com tema outono.


Eu amoo esses meus marcadores de taças. Colocamos até no decanter, na jarra de água e claro nas taças, rs.


Beijos e bom outono para vocês!!!   :o)

13 de março de 2012

8

Bolo fofo de canela

Quem gosta de canela vai adorar este bolo, porque o sabor fica bem acentuado.

Eu fiz com adoçante culinário, mas pode ser feito com açúcar, ok?

Ingredientes:

3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de adoçante culinário (pode ser açúcar)
1 colher (sopa) rasa de margarina amolecida
1 xícara (chá) de leite (coloquei leite desnatado)
4 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó
canela a gosto.

Modo de fazer:

Primeiro bata as claras em neve e reserve.

Coloque em uma vasilha a margarina, adoçante (ou açúcar) e as gemas. Bata até formar um creme, pode ser na mão mesmo como eu fiz ou na batedeira.
Acrescente a farinha alternando como leite e mexe até formar uma massa homogênia.
Acrescente as claras em neve e o fermento. Vai misturando bem devagar de baixo para cima para não tirar todo o ar e ficar leve a massa.
Depois coloque a quantidade que desejar de canela em pó. Eu coloquei bastante porque adoro o gostinho da canela.

Coloque em uma forma untada e leve ao forno em 180 graus. Faça o teste do palitinho para saber se está pronto.

Minha casa vai ficou bem perfumada com o aroma da canela e a sua ficará também.




Beijos :o)

11 de março de 2012

4

Cervejas: Gambrinus X Pilsner Urquell

Eu e meu marido somos mais que fãs de cervejas do tipo Bohemian Pilsener. Existem várias excelentes no mercado, mas para nós, como a Pilsner Urquell não existe.

Esses dias fizemos uma comparação da Gambrinus com a Pilsner Urquell, ambas fabricadas pela mesma cervejaria, a Plzensky Prazdroj que faz parte do grupo SABMiller, uma gigante no grupo cervejeiro mundial. Ambas são fabricadas na pequena cidade de Pilsen na República Tcheca. Queríamos saber se a Gambrinus derrubava a Pilsner Urquell, mas.... Nada derruba a nossa queridinha!!!! rs.

Eis aqui nosso veredito:


Gambrinus - Coloração dourada e bem vívida (praticamente a mesma coloração da Pilsner Urquell, seguindo bem o estilo desse tipo de cerveja). Tem um aroma suave e cítrico, com presença marcante do lúpulo. A formação da espuma é menor que da Pilsner Urquell e tem um bom drinkability. O sabor segue bem o aroma. A cerveja é realmente muito boa!



Pilsner Urquell - Coloração dourada e bem vívida também, aroma floral, lúpulo do tipo Saaz super perfumado. Consegue uma façanha única de unir de forma equilibrada a doçura do malte com o amargor do lúpulo. A presença da espuma é mais marcante e com um drinkability sem igual.


Para nós a Pilsner Urquell ainda é a melhor. É uma cerveja muito equilibrada, saborosa e que não dá vontade de para de beber.
Tivemos o privilégio de conhecer a cervejaria, fazer o tour e saber de toda a sua história. Apesar da cervejaria ter crescido e ganhado fama mundial, a qualidade continua impecável.

Para quem tiver a oportunidade, vale muito a pena experimentar ambas!

Beijos :o)

9 de março de 2012

5

Blogagem Coletiva, esmalte e Dia da Mulher

Olá pessoal, tudo bem?

Estou participando do blogagem coletiva da Fernanda Reali, onde o tema é esmalte e Dia da Mulher. Escolhi para retratar algo bem feminino a minha meia calça de oncinha. Sim, eu tenho uma meia calça de oncinha, uso e adoroooo.
Acho a meia calça algo muito mais muito feminino que está na minha vida sempre.
O esmalte é o Violeta da Colorama.

Para saber como participar, visite o site da Fernanda Real que é: www.fernandareali.com.br



Beijos :o)
2

Arroz integral com carne moída nutritiva na panelinha

Eu adoroo servir em panelinhas, acho charmoso e sai da rotina. Não tem segredo, eu apenas servi uma comidinha do dia-a-dia de uma forma fofa!

A carne moída bem magra, cebola roxa,  abobrinha bem picadinha, cenoura ralada (comprei pronto bem fininha), alho-poró, salsinha, gengibre em pó, pimenta moída na hora e um pouquinho de shoyo.

Coloquei um pouco de carne moída embaixo, o arroz integral por cima e finalizei com mais uma camada de carne moída. Por fim, coloquei um pouquinho de queijo e levei ao forno.

Servi com uma salada bem colorida, simples assim.




Beijos :o)

8 de março de 2012

6

Feliz Dia Internacional da Mulher






Eu me identifico bastante com este texto, então resolvi compartilhar com todas vocês!

Parabéns para todas as mulheres e principalmente para minha Mãe!!!!


"Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo. Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele. Sou inconstante e talvez imprevisível. Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras. Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo. São poucas as pessoas pra quem eu me explico... Correr atrás daquilo que realmente queremos é uma obrigação nossa!! Viva... Ame... Pense... Erre... E depois do erro corro atrás de refazer o seu certo... Nada é pra vida toda... O importante é ser feliz sempre! Não pense no mal, pense apenas no bem, que assim a felicidade um dia vem... Renda-se, como eu rendi... Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei... Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."


Clarice Lispector.

3 de março de 2012

13

Viagem: Salvador e Morro de São Paulo - Bahia

Vamos viajar para a Bahia??? Eita lugar gostoso né???

Eu visitei Salvador algumas vezes, só que em uma dessas visitas aproveitamos para ir à Morro de São Paulo. Na verdade nem preciso falar que foi uma viagem maravilhosa né? Na verdade essa viagem foi bem grande porque iniciamos em Salvador e terminamos em Fortaleza.
Só que hoje vou contar só uma parte desta viagem que resume-se a Salvador e Morro de São Paulo.

Chegar em Salvador já é uma delícia, porque você já é recepcionado no aeroporto por baianas entregando a fitinha do Senhor do Bonfim.
Salvador é algo encantador, com muitos lugares lindos para conhecer, e muitos lugares deliciosos para comer. A orla de Salvador eu não acho muito atrativa para colocar um biquini e se jogar no sol. Para aproveitar praia mesmo, acho melhor ir até a Praia do Forte ou Arembepe (lugares lindos) que a qualquer hora venho falar aqui.

Nós alugamos um carro, o que facilita, mas se acordar cedo você tem a oportunidade de conhecer muitas coisas em um só dia.
Começamos esta viagem indo até a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim. Esta igreja é muito falada em Salvador porque é o maior centro da fé católica. Você chega lá e tem milhares de fitinhas do Senhor do Bonfim amarradas nas grades, lojinhas vendendo artigos religiosos e, é nesta igreja que é lavada as escadarias no segundo domingo de janeiro.


Depois desta visita e deixando a minha fitinha lá com pedidos, fomos passear até o forte de São Marcelo. Este forte foi construído em cima de um banco de areia cerca de 300 metros da costa. Para chegar lá você precisa pegar um barco que sai do Centro Náutico da Bahia (em frente ao Mercado Modelo). O barco vai rapidinho, não dá enjoo e pelo contrário você vai adorar a vista.
Dentro do forte tem lanchonete e restaurante que vale a pena conhecer. Os guias estarão lá para contar toda a história, as batalhas, as curiosidades... O passeio é bonito e dá para tirar umas fotos incríveis.
Consulte os horários de funcionamento antes de ir.






Vista da cidade de Salvador de outro ângulo.



Bom, agora vamos para o local mais famoso quando se fala de Salvador??? Pelourinho!!!

O Pelourinho nada mais é que um bairro de Salvador, porém é o bairro mais incrível que já vi. Primeiro você vai ser assediado por vendedores que oferecerão fitinhas, serviço de guia, colares, etc. Precisa de muita paciência e dizer firme que não quer, porque se deixar ele(a) fica caminhando ao seu lado o tempo todo falando e depois vai querer dinheiro. Quando fui pela primeira vez achei meio estranho, mas depois você acostuma e fala que não quer e pronto!!
O delicioso do Pelourinho é passar as horas por lá. Eu e meu marido andamos muito neste dia, entramos em várias lojinhas, paramos para comer, depois para um café, nos perdemos naqueles becos e vimos o pôr-do-sol que é maravilhoso!

Terreiro de Jesus e Igreja/Convento de São Francisco:


Esta igreja é linda e considerada a mais ornada de ouro no Brasil. Foi reconhecida em 2009 como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.


Um dos ângulos da Praça José de Alencar:


Este restaurante que fica no Pelourinho vale a pena. É o restaurante da Dadá.
Por duas vezes fomos a Salvador e não resistimos, paramos para tomar uma cervejinha e comer alguns petiscos baianos.


Ver o pôr-do-sol aí é um luxo só. Que lugar delicioso!! A foto com o Elevador Lacerda é incrível!


Esta foto dá para ver lá no fundo o forte de São Marcelo e abaixo o Centro Náutico. A foto não pegou, mas o mercado modelo fica em frente ao Centro Náutico.


Ah, tem que descer este elevador hein??? O valor é bem pequeno (alguns centavos) e aproveite para visitar o Mercado Modelo.


Cruzes caídas na cidade alta:


O Mercado Modelo tem 260 lojas, que vendem variados tipos da arte baiana. Reserve algumas horas porque você vai ficar loucaaaa! rs.
Eu não tenho foto do mercado, porque achei melhor não arriscar ficar com a máquina na mão.
Vale muito a pena hein gente, vai visitar e sem hora para sair de lá, rs.

Salvador tem vários lugares ótimos para comer, mas se você tiver pouco tempo na cidade, não deixe de visitar esses 2 lugares:

Restaurante Yemanjá - Este restaurante é MARAVILHOSO! Quem nunca foi tem que ir. As garçonetes estão todas vestidas de baiana. Servem comida baiana mesmo, o salão tem ar condicionado, a comida é super bem servida, deliciosa e atendimento excelente.
Hoje eu não sei se consigo mais comer neste lugar, porque vem bastante comida, muita coisa frita, cheia de dendê... Eu recomendo pelo menos uma vez na vida.
Endereço: Av. Otávio Mangabeira, 4655, Praia de Jd. de Armação.

Acarajé da Dinha - Este é a referência de acarajé da cidade. Sim, existem vários outros lugares que vendem acarajé, mas igual ao da Dinha não existe. Fica localizado em uma praça e tem fila para comprar... Difícil de imaginar, mas este é um point na noite em Salvador.
Endereço: Largo de Santana s/n - Rio Vermelho.


Agora vou falar de Morro de São Paulo.


Primeiro vamos falar como chegar à Morro de São Paulo. Você tem várias alternativas:

- Avião: No aeroporto Internacional Deputado Luis Eduardo Magalhães tem algumas empresas de táxi aéreo que levam até Morro de São Paulo. A viagem dura cerca de 25 minutos.

- Barco: Saem catamarãs e lanchas do Terminal Marítimo que fica em frente ao Mercado Modelo. O tempo médio é de 2 horas.

- Translado Alternativo: Tem empresas que levam as pessoas de Ferry Boat até a cidade de Valença e depois tem um barco que leva até Morro de São Paulo, que em média demora 3 horas.

Eu e meu marido, como estávamos com carro alugado e a nossa viagem iria continuar (Aracajú, João Pessoa, Natal, Canoa Quebrada, Morro Branco e Fortaleza), fizemos a opção de ir por conta própria. Pegamos um ferry boat para fazer a travessia de Salvador a Ilha de Itaparica.  Esse ferry boat leva carro, pessoas, galinha, sofá, etc, rs. Depois dirigimos até a cidade de Valença.
Já em Valença, deixamos nosso carro em um dos muitos estacionamentos de longa permanência existentes pela cidade. Eles são seguros e você leva a chave. Pegamos um barco rápido e fomos até Morro de São Paulo.

A minha dica é a seguinte: não aconselho ir de catamarã para quem tem criança pequena, pessoa de idade e quem tem problema de enjoo em alto mar. A catamarã bate muito, e mesmo quem nunca enjoou acaba não se sentindo bem.
Ir via Valença demora um pouco mais, porém é muito tranquilo e seguro. Vale a pena!

Veja as fotos das pessoas descendo do ferry boat na travessia de Salvador para a Ilha de Itaparica. Muita gente né? O passeio é bem bonito e você vai curtindo a paisagem.



Pista na terceira praia onde desce o avião em Morro de São Paulo. Meio rústica né??? rs.


Em Morro de São Paulo não tem asfalto, só areia. Não tem carro, ônibus, metrô, rs. As malas são carregadas por pessoas que oferecem o transporte através de carrinho-de-mão. Então quando o barco atraca em Morro de São Paulo, tem vários meninos com carrinhos cobrando para levar sua mala até a pousada.
Por conta disso, é melhor evitar malas grandes demais e muito pesadas. Se você não gosta de viajar com mochila como eu, a dica é levar apenas uma mala leve.
Não adianta levar sapatos nem roupa mais fashion para sair a noite. Em Morro de São Paulo 98% das pessoas andam de chinelo e à noite uma roupinha leve e simples.

Lá é conhecido pelas praias, 5 no total. A primeira praia é onde fica a maioria das casas dos moradores, restaurantes, igreja, enfim o centrinho. Na segunda praia ficam várias pousadas. É a praia mais conhecida, badalada e famosa. Na terceira praia tem uma grande variedade de hotéis, muito procurada para quem quer um pouco mais de tranquilidade. Já na quarta praia, tudo é bem deserto e parece que a praia não tem fim. Muito rica em piscinas naturais, barreira de corais e nada de agito. A quinta praia é a maior de todas, porém chegar lá só de barco mesmo.

Você pode caminhar até a quarta praia ou pegar um transporte de charrete, rs.

A dica é tentar ficar na primeira ou na segunda praia, porque à noite o agito concentra-se nesses lugares. Além do mais, fica mais barato para o transporte de suas malas.

A ilha tem um ciclo, onde o dia começa bem cedo e todos vão a praia para passar o dia. Escolhem um restaurante e ficam lá na praia com o serviço completo: bebidas, petiscos, cadeira, guarda-sol, etc.
Depois de contemplar o pôr-do-sol, as pessoas vão para as pousadas/hotéis, descansam, e mais à noite, saem para andar pelo centro, jantar, e ir até a segunda praia para tomar drinks feitos na hora com diversas frutas. Na verdade esse foi o ponto mais legal que achamos à noite. Ir até as barraquinhas que preparam drinks misturando frutas após o jantar. Dá para experimentar várias e deliciosas combinações!!!


Veja como a água é limpa e dá para dar comida para os peixes. Passamos horas ali... Uma delícia!


Noite com as barraquinhas de frutas para preparam os drinks!




 Lá tem uma tirolesa bem alta, eu não tive coragem, mas se você tiver, aproveite. Vale muito subir até o farol e o mais importante, ter esta vista!


Amooo!


A igrejinha que tem lá é muito simples, amei!


Existem vários passeios que você pode contratar em agências no certinho. Geralmente esses passeios são de barco, onde visitam lugares lindos que ficam nos arredores. Para quem tem um pouco de enjoo não aconselho muito, porque algumas são em mar aberto e daí já viu né?

Nós fizemos um em uma lancha que nos levou para lugares lindos. Visitamos a cidade de Cairu, depois o guia parou a lancha em alto mar com águas calmas para poder nadar e se divertir. Também parou em um restaurante muito delicioso em uma praia super deserta para o almoço. Chegamos no final do dia bem felizes, com fotos incríveis e bem cansados, rs. Chegamos para ver o pôr-do-sol lindíssimo nas ruínas do forte que fica perto do atracadouro.

Lugar onde paramos para almoçar no passeio:



Igreja e Convento de Cairu:



Veja a data desta construção: 1826.



Dá uma olhadinha para a ambulância, rs.


Este é o portal de Morro de São Paulo. Você entra por aí e logo já tem uma subida bem grande, rs.



 Ver o pôr-do-sol das ruínas do forte é algo maravilhoso! Muitas pessoas caminham até lá para contemplar este espetáculo da natureza. E é claro que fomos também!




Entardecer na quarta praia... Lindo demais!

Ah, cuidado para não voltar tarde porque não tem luz... É escuridão total hein?



Beijos :-)