24 de fevereiro de 2014

6

Fettuccine ao molho pesto com lula e pinolis


Esses dias fui em um empório e me deparei com uma massa linda. Trouxe para casa e no caminho já fui imaginando como iria serví-la, rs.


Fiz um pesto com muitooo manjericão, azeite saborizado e pinolis. Depois de processado, acertei o sal e pimenta.

As lulas eu já trouxe limpa e cortada em anéis para casa. Coloquei um fio de azeite na frigideira com um pouco de alho picadinho e puxei as lulas rapidamente. 

Coloquei a massa na água quente e quando estava al dente, tirei e anda bem quente acrescentei o molho e as lulas. Mexi para que tudo ficasse bem incorporado.


Coloquei no prato e enfeitei com pinolis. Ficou deliciosoooo!!!


Essa massa acompanhou um bom vinho :o)).







Beijos :o))

21 de fevereiro de 2014

10

Blogagem Coletiva: A Semana 2

Não gosto de me expor muito, mas vou colocar aqui algumas coisas interessantes que fiz essa semana e que vou compartilhar com vocês.


Eu e meu marido amamos cinema e essa época de filmes indicados ao Oscar é a melhor. A maioria são filmes bons que dá vontade de ir ao cinema todos os dias, rs.

O filme A menina que roubava livros não está sendo indicado ao Oscar, mas como eu li o livro fiquei louca para vê-lo. Marido que não leu o livro gostou muito do filme e eu ameeei. Muito bom!


Os dois abaixo também são bons. O Philomena é muito delicado...



Venho indicar alguns livros que li e estou lendo... Esse eu terminei de ler em Dezembro, mas coloquei aqui porque indico...


Esse livro da Fernanda Torres é legal... Não posso dizer que ameeei, mas gostei. Como eu conheço o Rio de Janeiro, não fiquei boiando na leitura, mas quem não conhece nada vai ficar meio perdido... Muito bom para cariocas ou bom conhecedores do RJ. :o))
Comecei a ler este ano em Janeiro e depois comecei a ler o livro O silêncio das montanhas. Muitooo bom!


Agora essa semana comecei a ler A culpa é das estrelas... Estou amando e minha vontade é de ler tudo no mesmo dia. Pena que não dá! hehehe.


Essa semana fui doar sangue... Já sou doadora de sangue e já estava na hora de ir doar (vou doar a cada 4 meses), quando de repente abri meu facebook e a amiga Sun Moreti estava compartilhando um pedido de uma mãe. A filha de 2 meses (Lorena), estava precisando de sangue.
Fui no mesmo dia e minha doação desta vez foi especialmente para a Lorena.
Eu sempre doou sangue no HCor e essa doação também poderia ser feita lá... Perfeito!


Essa semana também fui aos correros distribuir amor... Sim, postei alguns envelopes recheados para algumas amigas... Semana que vem tem mais amor sendo distribuído....


Quer participar da blogagem coletiva? Basta acessar o blog da Fernanda Reali e ver como participar.
http://www.fernandareali.com

Beijos e bom final de semana :o)))

17 de fevereiro de 2014

5

Creminho de chocolate com gosto de Danette

Quando eu vi essa receita, não pensei duas vezes em testá-la. Fiquei curiosa para saber se realmente tinha o sabor do famoso Danette.

E não é que tem mesmo! Não só o sabor quanto a textura, rs.


A receita é bem fácil, mas tem algumas dicas que devem ser seguidas para que o resultado seja excelente.


Vamos para a receita???

Ingredientes:

1 litro de leite (usei desnatado e deu certo)
1 lata de leite condensado
1 gema
8 colheres (sopa) de chocolate em pó (aquele da Nestlé dos dois frades)
5 colheres (sopa) de amido de milho
1 caixinha de creme de leite (usado só no final)

Modo de preparo:

Dissolva o amido de milho em um pouquinho do leite e reserve.

Misture em uma panela fora do fogo: leite, leite condensado, gema e chocolate em pó. Acenda o fogo baixo, vai mexendo e misturando todos os ingredientes.
Tem que mexer o tempo todo e em fogo baixo. Assim que estiver tudo bem incorporado você acrescenta o amido dissolvido no leite (se ficou reservado dá uma mexidinha antes pq o amido fica grudado embaixo).
Agora é só ir mexendo e assim que engrossar você deixa ainda cozinhar por mais uns 15 minutos. Mexendo sempre!!!!
Tire a panela do fogo e deixe esfriar em temperatura ambiente, não coloque na geladeira, ok?
Assim que tiver totalmente frio, você vai perceber que formou uma película por cima do creme. Tire essa película com cuidado e não deixe essa película se misturar com o creme.
Depois de tirar toda a película, coloque agora o creme de leite e mexa muito bem. Não pode ficar nada branco e sim tudo bem incorporado.
Coloque o creme em taças ou em qualquer outra vasilha que desejar e leve a geladeira.

Essa receita é do Caio Novaes!!!

Consumir depois de bem gelado e sentirá o delicioso sabor de Danette, rs. Se comer quente por incrível que pareça não terá o sabor delicioso!

Foi super aprovado aqui em casa e lógica pela minha querida amiga Mônica. Como fiz a receita toda, não iria ficar com tudo em casa né? Então alegrei a vida da minha amiga, rs.





Beijos :o))))

11 de fevereiro de 2014

4

Abóbora assada com sálvia e pimenta dedo de moça

Eu adoro abóbora porque dá para fazer mil coisas saborosas com ela, além de ser barata.


Essa forma de prepará-la é muito rápida e fica muito bom.

Coloquei a abóbora em uma forma, reguei com um fio de azeite, pimenta dedo de moça picadinha, sal e orégano.

Cobri com papel alumínio, levei ao forno em 180 graus até que a abóbora fique macia.


Servi com filé de Saint Peter, mini milho e suco natural de acerola.

Cardápio fácil, leve e muito bom para o verão!!! :o))







Beijos :o))





8 de fevereiro de 2014

9

Blogagem Coletiva: Esmalte + Comer, comer.

Hoje o tema da blogagem saborosa e prazerosa, hehehe.

Eu tenho uma longa trajetória com a comida, mas para não ficar chato dei uma resumida.

Cresci no interior nos anos 80 em uma família simples, isto é, comida sempre muito caseira, feita pela minha mãe e sair fora para comer era ir a casa das minhas avós.

Apesar de naquela época usarem muito banha para fazer arroz, feijão (que delícia, pena que não me pertence mais, rs), comia-se tudo feito em casa, bolos, pães, bolachinhas... Leite? Ahhhh o leite, esse era trazido pela moça da fazenda, tirado a pouco tempo da vaca (o verdadeiro leite).

Frango que delícia... Eu ia com o meu avô na granja (que saudades desta época e do meu avô), comprava umas 3 galinhas vivas (claro) e trazia para a minha avó preparar.

Eu era chiclete da minha avó, então tudo que ela fazia eu estava junto e via como era. Não tinha esse negócio de ter dó da galinha, porque não existia (pelo menos para nós) frango congelado ou comprar no açougue.

Eu adorava o dia de fazer galinha, rs. Minha avó já esperava meu avô com a panela fervendo. Matava as galinhas destroncando o pescoço e já ia depená-las. Daí passava no fogo para tirar as penugens e depois ia para o momento que eu mais gostava. Abrir a galinha e eu ficava esperando para ver se tinha ovo. E 90% das vezes já tinha um ovo prontinho e outros 10% o ovo estava sendo formado.

Comprávamos a galinha para comer, como nunca vi judiar então não sentia dó, simples assim!

Na minha casa nunca faltou frutas, muitas delas eram de graça porque manga, goiaba, jabuticaba, abacate eram pegas ali perto de casa nas árvores que tinham nos quintais dos vizinhos.

Na minha casa tinha goiaba e seriguela.

Salada, legumes e verduras sempre comi e sempre amei, sorte a minha!


Cresci assim, comendo coisas caseiras e minha mãe e avós sempre foram boas para cozinhar e até hoje as melhores comidas para mim são as delas.

Fazia muitooo exercício quando era pequena e quando cresci continuei a comer sempre coisas caseiras.

O problema mesmo foi quando me casei e mudei de cidade. Do interior fui para a Capital e comecei a viver uma vida muito diferente. Minha cabeça entrou em parafuso e daí comecei a comer o que eu não comia como congelados, muitos lanches, refrigerante demais...

Engordei 20 quilos!!!!

Quando me vi daquele tamanho, fiz uma retrospectiva nos últimos meses o que estava comendo e vi que era muito diferente do que eu havia aprendido a comer desde criança.

Parei com tudo e voltei aos velhos e bons tempos. Eu mesma comecei a preparar meus alimentos, hoje com um grau de conhecimento e facilidades aprendi que sal, açúcar, óleo, fritura, refrigerantes não eram benéficos a saúde. Então mudei o jeito de preparar os alimentos.

Cortei o que realmente não me faziam bem como: fritura, refrigerante, massa branca, açúcar e as substituições e um novo paladar entraram na minha vida. Que bom!!!


Hoje meu marido me acompanha em tudo e tem um paladar ótimo para provar novos alimentos e novas formas de preparo, isso ajuda muito.


A lição que eu tive de tudo isso é que a infância realmente é tudo. É na infância que o paladar deve ser apurado, na infância que devemos provar de tudo porque isso fica guardado sim na memória.

Hoje para mim a reeducação alimentar é fácil, porque na minha infância comida tudo que era bom e eu já gostava. :o)))


Hoje tem cafezinho sim, mas com adoçante...


Continua tendo muitas frutas e detalhe, meu marido tem gostado muito mais de frutas...




As vezes vamos para um lugar que eu amooo tomar cafezinho da manhã ou da tarde... Eu me permito a isso sim, mas sempre procurando escolher o que como onde quer que eu esteja.

Não deixo de viajar, conhecer novos restaurantes devido a alimentação... Sempre escolho a melhor opção e nem tenho vontade de comer outras mais engordativas...


Quem não gosta de pizza né? Para falar a verdade aqui em casa gostamos mais de montar a pizza em casa. Sair para comer pizza até saímos, mas sempre peço uma opção com menos queijo, sem muita gordureba.

O auge das nossas vidas é a pizza montada em casa mesmo. Compro massa integral, coloco queijo light (sim tem muita diferença para o normal), peito de peru light, manjericão, molho feito em casa e pronto.

Temos já vários recheios preferidos e nos divertimos. Fica bom demais, além de bem mais barato, porque pelo menos em SP a pizza é mega cara.



Salada não pode faltar em casa e na minha vida, principalmente salada que tenha frutas junto...


"Salada com figo"

"Salada de quinua com hortelã, tomate cereja, passas e pepino"


Cuscuz marroquino é deliciosooo e sempre faço em casa. Eu e meu marido adoramos e o cuscuz é bem versátil, não enjoa.

"Cuscuz marroquino com abobrinha italiana, cenoura e salsinha"

Sobremesa eu não gosto muito para falar a verdade... Nunca como a sobremesa em lugar nenhum por falta de vontade mesmo. Quando vou ao restaurante nem olho o que tenho, rs.

Quando tem sobremesa em casa geralmente é em porções individuais e saudável. Vez ou outra faço uma sobremesa "normal", mas bem as vezes.


"Iogurte grego batido com amoras"


O esmalte que passei foi justamente para combinar com esta fruta que eu e marido amamos e que nesta época nunca falta em casa, o figo.

Cor Dádiva da marca Anita.




Quer participar da blogagem coletiva? Vá até o site da Fernanda Reali e veja como participar.
http://www.fernandareali.com


Beijos :o))

6 de fevereiro de 2014

2

Salada refrescante de grão de bico

Com este calor eu só tenho vontade de comer algo leve e fresco. Fiz essa saladinha que foi um muito sucesso em casa e certamente farei milhares de vezes, rs.


Primeiro deixei o grão de bico de molho em água por 24 horas. Sim, deixei todo esse tempo e fui trocando a água conforme aparecia algumas espuminhas na superfície da água. Só assim para não causar nenhum desconforto abdominal.

Como ficou bastante tempo de molho, foi só ferver por alguns minutos e pronto.

Escorri a água, esperei esfriar e acrescentei:

Azeitonas pretas picadinhas (a azeitona preta dá um sabor delicioso, então não troque pela verde),
Maça verde sem casca em cubos pequenos,
Hortelã picadinho,
Orégano a gosto,
Suco de limão,
Mostarda dijon,
Sal e pimenta moída na hora.




Servi com salada de folhas de rúcula/alface e franguinho grelhado...



Beijos :o)))

5 de fevereiro de 2014

1

Transformando garrafa de vidro em vasinho

Essa semana bebi em casa um espumante baby e quando terminei, olhei bem para a garrafinha e logo imaginei um vasinho, rs.

Tirei o rótulo, lavei e deixei a imaginação fluir. Muito simples, sem dificuldade nenhuma e rápido de fazer.

Ficou bem fofo!!!




Beijos :o))

2 de fevereiro de 2014

1

Bolo Red Velvet

Esse bolo é muito famoso nos Estados Unidos. Como acho muito linda a cor do bolo resolvi fazê-lo em casa.

Muito simples e o resultado é excelente.



Ingredientes massa:

1 colher (sopa) de vinagre branco
1 xícara (chá) de leite (usei desnatado)
2 ovos
1 xícara (chá) de óleo
1 colher (chá) de essência de baunilha
4 colheres (sopa) de corante vermelho
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de açúcar (usei açúcar demerara)
2 colheres (sopa) de cacau em pó (aquele sem adição de açúcar)
1 colher (café) de bicarbonato de sódio
1 colher (sobremesa) de fermento em pó


Modo de preparo da massa:

Primeiro você mistura o leite com o vinagre e reserve.

Depois bata na batedeira os ovos até que fique esbranquiçado.
Acrescente os ingredientes líquidos ( óleo, leite com o vinagre, essência de baunilha e corante) um a um e vai batendo.
Depois coloque esse conteúdo líquido batido em uma vasilha e acrescente os ingredientes secos (farinha, açúcar, bicarbonato, cacau em pó e fermento). Misture bem até que fique bem incorporado.

Untar e enfarinhar uma forma de fundo removível, despejar o a massa e levar para assar. Faça o teste do palitinho.

Quando estiver assado, tire do forno, desenforma inda morno e corte em 3 partes com o bolo frio.



Ingredientes do recheio/cobertura:

70g de manteiga sem sal amolecida
300g de cream cheese (usei light)
200g de chocolate branco derretido
1 colher (sopa) de essência de baunilha


Modo de preparo recheio/cobertura:

Na batedeira coloque a manteiga com o cream cheese e bata bem até que tudo fique bem incorporado. Vai passando a espátula nas laterais.

Junte o chocolate derretido e a essência de baunilha e deixe bater bem até que fique um creme fofo.
Leve a geladeira por 10 minutos.


Montagem:

Com o bolo já cortado em 3 camadas, vai recheando e colocando as camadas do bolo. Por final termine com a cobertura.

Leve a geladeira e sirva gelado.

Fica muitoooo bom!!! Super aprovado aqui em casa e pelas amigas, rs.








Beijos :o)))