15 de janeiro de 2013

2

Viagem: Holanda (Amsterdam, Utrech e Bodegraven)

Olá pessoal. Vou dividir um pouquinho com vocês da viagem que fiz com meu marido em Outubro do ano passado. Foi uma viagem deliciosa pela Europa, conhecendo alguns países e cidades incríveis.
Cada viagem uma experiência diferente e essa viagem curtimos muito porque aproveitamos as incríveis cervejas feitas nos países visitados.

Vou fazer um post de cada país, então vamos começar por Amsterdam na Holanda?


A primeira dica é comprar assim que chegar no aeroporto o cartão I amsterdam city card, o qual dá direito a usar os trans, ônibus w metrô. Além disso tem descontos em diversas entradas.
Veja o link: http://www.iamsterdam.com/en-GB/experience/deals/i-amsterdam-city-card

Amsterdam é uma cidade muito interessante e democrática, além de linda e segura. Os canais são um charme a parte, as bicicletas tomam conta da cidade, as construções são lindas, o bairro que ficam as prostitutas é organizadíssimo, onde as pessoas andam com a família sem se incomodar.
Enfim, a maconha é liberado por lá e você vê as pessoas usando a droga pelas ruas não só em Coffeeshops como nós imaginávamos. É comum você andar e sentir o cheiro da maconha por toda parte e quando se aproxima de algum Coffeeshop o cheio é mega forte.
Nós não somos adeptos de drogas, nos incomodou o cheiro pelas ruas, mas ao mesmo tempo nos sentimos super seguros. Mesmo com esse tipo de droga liberado, não se vê ninguém brigando, ninguém deitado dormindo no chão, pedindo dinheiro como de costume no Brasil por exemplo.

Então é algo que faz parte da vida da cidade, tem regras, leis severas e mesmo a droga no bairro de prostituição é completamente seguro e prazeroso passear por lá. Difícil mesmo de associar esses dois itens sem imaginar confusão e submundo. Foi realmente o que nos surpreendeu! Só indo mesmo para ver como é.

Tem vários e varios museus em Amsterdam, mas daí você vai visitando conforme seu gosto, o que faz parte da sua personalidade.

Visitamos o Museu Hermitage, que fica em um prédio lindo às margens do rio Amstel.
A dica é chegar assim que o museu abrir como fizemos, que é bem vazio e dá para ver com calma.
As exposições são lindas e tinha também por lá pinturas de Van Gogh que ficamos babando por cada uma. O museu não é cansativo, pelo contrário ficamos 2 horas e 1/2 sem perceber. Vale muito a pena.



O gostoso de Amsterdam é se perder pelos canais, entrando nas lojinhas de queijos, de artesanato, apreciando o movimento dos canais, os patinhos... Uma terapia, rs.








Visitamos a feira Albert Cuyp Markt que simplesmente é uma feira de rua diária, com frutas, verduras, flores, bugigandas chinesas, peixes, queijos... Enfim, um lugar para ver como é o dia-a-dia dos nativos. Muito legal!
Gostamos muito de fazer esse tipo de programa, para ver como é o dia do nativo... Só assim para ver de verdade a realidade de como é.






Nem preciso dizer que visitamos a Heineken Experience né?? Para quem gosta de cerveja vai gostar, é bem didático, interativo e divertida a visitação. Além de tudo no final você poderá tomar duas taças de cerveja mais a 1 taça de degustação. Enfim, são 3 taças de cervejas tiradas na hora bebendo lá na própria Heineken. Ai, ai já estou com saudades, rs!!!

 Lembrando que a cerveja Heineken que bebemos lá é completamente da Heineken que bebemos no Brasil hein?? O cerveja de lá é bem melhor! rs. Veja aqui no link http://mundocarolvieira.blogspot.com.br/2011/09/heineken-holandesa-x-heineken.html









Andamos também de barco pelo canal. O passeio durou duas horas e foi muito bom porque o barco passou por lugares que nós ainda não havíamos passado como por exemplo a parte moderna da cidade. A guia do barco também nos mostra coisas que não observamos ao andar pelas ruas e explica curiosidades legais. Deu para ver a cidade de outro angulo que é através do canal. Muito legal o passeio!





Andar pela pelas ruas a noite também tem seu charme, porque as luzes se acendem, o canal fica iluminado, as pessoas realmente saem para andar pelas ruas com calma e no bairro onde fica a prostituição ficam luzes vermelhas acesas que dá um charme bem legal.
E como eu disse antes, neste bairro como nos outros tudo é organizado e você não vê ninguém destratando as prostitutas, xingando, etc. Inclusive tem leis que não pode tirar fotos delas, não pode destratar, etc. Mesmo com muitos turistas realmente o padrão não muda. Impressionante, porque aqui no Brasil isso nunca daria certo!







Visitamos também o Museu Anne Frank, o qual aconselho visitar no primeiro horário como fizemos, porque logo depois a fila fica gigantesca e como lá dentro é apertado o número de pessoas por vez é meio limitado.
Este museu tem uma história muito triste, mas muito instrutivo. Dá para sentir como Anne Frank uma garotinha tão pequena tinha uma alma tão evoluída.
Graças a ela que hoje tem a história para contar. Ela queria que sua voz fosse ouvida através do diário e isso aconteceu...
Saímos de lá emocionados. Apesar de tudo não senti tristeza e sim uma energia positiva de uma pessoa que foi evoluída com poucos anos de vida!!!!




Andar pelo Bairro Jordaan é muito legal e é bom fazer isso depois que visitou o museu da Anne Frank, que fica próximo.
Este é o bairro onde concentrava-se grande parte dos judeus. É um bairro bem residencial e foge da movimentação turística. Legal dar uma caminhada como fizemos para ver como é.






Visitar o Palácio Real conhecido também como Koninklijk é bem importante, porque tem uma história forte com os reis, imperadores e realeza em geral. Inclusive o Palácio Real é um dos três palácios na Holanda que está à disposição da Rainha Beatriz por decisão do Parlamento.
Hoje muito usado por chefe de Estado.











Andamos pelo Vonderopark que é super agradável. Ele é bem grande, muito bem frequentado, muito arborizado, com lagos e chafarizes . Dá vontade de sentar na grama, ler um livro e fazer pique nique, rs.
Na época do ano que fomos, as árvores estão começando a mudança de cor para o amarelo e laranja... Lindo demais!!





Fomos até o Museu Great Place para tirar foto do I amserdam. Confesso que é difícil tirar foto sem ninguém perto, mas conseguimos :o))).




Visitamos a igreja velha, muito simples só que importante. Esta igreja foi católica e hoje é protestante.
Justifica não ser mais protestante, pois encontramos uma exposição fotos dentro da igreja com homossexuais, fotos de pessoas nuas... Justamente mostrando o aceita a diversidade.
Inclusive esta igreja fica no bairro da prostituição. Toda a volta dela ficam as prostitutas e lá elas atendem seus clientes.







Visitamos a Cervejaria Brouwerij't ij, que tem um moínho muito lindo. Ela fica meio afastado do centro turístico, você pede no balcão, paga e leva a cerveja. Não tem comida e sim poucos petiscos deliciosos.
Inclusive você não vai ver turistas, realmente é um local onde os moradores frequentam.

Este é o único lugar que tem moinho. Aproveite e tire fotos, porque pela parte turística você não vai encontrar outro.
Como o transporte público é eficaz, fomos e voltamos rápido sem problema nenhum. Vale a pena a visita!
As cervejas são boas e bebemos uma de cada ou melhor mais do que uma de cada, hehehe. Saímos de lá já era noite e felizes por ter conhecido este local.
Tem lá as cervejas: Plzeñ, Bock, Columbus (cerveja especial da casa), Natte, Zatte... Todas boas!!!





Em Amsterdam tem uma loja de cervejas incrível. Tem cervejas e copos do mundo inteiro. Algumas já chegam aqui no Brasil, mas lá é bem mais barato. Compensa separar um espaço na mala para comprar.





Utrecht e Bodegraven

Queríamos ir até Bodegraven para conhecer a cervejaria Brouwerij de Mole. Pegamos o trem e fomos, mas no caminho paramos em Utrech.

Utrech - Fizemos uma parada de uma hora. Paramos para fazer um reconhecimento rápido, pois a idéia era voltar a noite.
Nós jurávamos que era uma cidade parada e sem muita gente. Que nada!!! É uma cidade muito movimentada tanto de pessoas locais quanto de turistas.
Algumas coisas interessantes tem lá que nos chamou atenção. Nesta cidade dá para descer até o canal e andar pelas laterais, coisa que em Amsterdam não dá. Inclusive tem restaurantes e cafés no nível do canal, que torna a cidade bem romântica.
Dá também para andar de caiaque no canal. A cidade é bem interessante e daí pensamos em voltar a noite para jantar em algum desses restaurantes no canal.









Pegamos o trem e seguimos viagem para Bodegraven. O caminho é bem bonito, pois passa pela área rural e dá para ver ovelhas, vacas, cavalos, cabras, patos, gansos... A paisagem é linda!!!

Bodegraven - É uma cidade simplesmente maravilhosa. Bem pequena, organizada, linda e tem a cervejaria De Mole que era o nosso desejo em conhecê-la.
Nós já conhecemos algumas cervejas desta cervejaria que chegam no Brasil, mas queríamos ir lá para comprar e degustar cervejas que não chegam no Brasil.
Quando chegamos lá, andamos pela cidade até chegar na De Mole. Quando vimos a cervejaria, com o moinho, loja e restaurante amamos.
Primeiro fomos na loja comprar, depois fomos espiar o restaurante. Morri!!! Que restaurante fofo e ainda com lareira! Estava bem frio e então desistimos naquela hora de jantarmos em Utrech e ficar por ali mesmo, hehehe.
Os pratos são feitos por um chef muito simpático. Sentamos na melhor mesa ao lado da lareira. Ficamos horas conversando, bebendo e depois saborear a comida do chef.
Saímos de lá bem tarde e na volta óbvio que paramos em Utrech para ver a noite na cidade. Paramos, andamos, tiramos mais algumas fotos... Quanto movimento, o canal iluminado com os restaurantes, realmente lindo. Com toda a beleza da noite de Utrech não nos arrependemos de ter fica no restaurante da De Mole. Lugar de onde temos saudades até hoje!! Além da cidade mega fofa a cervejaria que tanto gostamos um charme a parte!!!

Voltamos muito tarde para Amsterdam e felizes da vida! A última coisa que temos quando viajamos é preguiça, depois que passa a gente ri das loucuras, hehehe.









Dicas importantes:

* Cuidado ao atravessar as ruas, porque as bicicletas são a maioria. As pessoas não param e nem diminuem a velocidade. Simplesmente você é que tem que parar. As calçadas são apertadas e as guias/meio fio são bem baixos e inexistentes em alguns lugares. Torna-se calçada e rua uma coisa só! Muita atenção!!
* Transporte público eficaz, mas nunca se esqueça de fazer o check-in e check-out, pois você utiliza o cartão I amsterdam city card (que mencionei no início do post). Então você precisa aproximar o cartão em uma máquina dentro do ônibus quando entrar e antes de descer também.






Espero que tenham gostado.

Volto no próximo post falando da Alemanha.

Beijos :o))))

2 comentários:

Roberta Lito disse...

Olá Carol, vim retribuir a sua visita no blog da ChocoLito's e me deparei com esta viagem maravilhosa. Um beijo!

Executiva de Panela disse...

Ahhh Amsterdam é única. Qdo fui para lá, tive a sensação que estavam todos de férias, assim como eu. rs Muito bom. Tem alguns lugares que vc foi, que também fui. Ainda farei uma postagem de lá e vc se identificará com alguns pontos. Beijos! Paula

Postar um comentário